quarta-feira, 2 de março de 2011

Jacaré Village - Mais 10 dias na PB

É engraçado!! E para quem não quer ficar de mal humor, é cômico! Deve ter algo a ver com a bandeira da cidade mas não sou especialista no assunto nem quero me aprofundar nele.. vou explicar a cena que ocorre e é o seguinte: 
Duas duzias de mastros e algo mais..

Você ou alguma outra pessoa acorda cedo para comprar roupas. Traje completo.
Se dirige a rua ou região da cidade onde se encontram a maioria das lojas do ramo.
Entra na loja UNIVERSO DAS ROUPAS e pergunta "Tem camiseta verde?" e o vendedor sem sair do balcão responde "Não"; "Tem calça jeans?".. o vendedor pensa e "As azuis acabaram"; "Cuecas de algodão?".. mais um tempo e "Não, só infantis".. "E meias tamanho 40?" e ouve "Não, temos tamanho 42!".. 

Você sai indignado, nem pergunta se tem moleton e entra na loja ao lado, a famosa PARAÍSO DAS MALHAS e, depois de aguardar na fila, ouve respectivamente "Temos", "Não, só jeans tamanho 38", "É a ultima cueca de algodão", "Não trabalhamos com meias" e "Moletons apenas na cor branca". 

Você se esforça, saí da loja mesmo sabendo que achou a camiseta verde e 1 cueca, percorre 400m para ir numa 3ª loja, afastada, para garantir que o fornecedor seria outro. Trata-se da ROUPAS POR + OU - 9,99. Faz as mesmas 5 perguntas, ouve "Não, não e não" e acaba levando apenas o Moleton e um par de meias.. volta, compra na 2ª loja a camiseta e a cueca e, na 1ª loja compra um jeans preto.. e retorna para casa com as compras. 

Isso é o que ocorre com quem precisa de peças por aqui. Não é brincadeira!Tenho testemunhas e vítimas para dizer que não sou o único e não sou caso isolado! Logo, os veleiros passam os dias aqui porque precisam, não porque gostam.

Agora a bandeira da cidade;
NEGO (pronuncia-se négo)

Enfim, você acaba se acostumando com a peregrinação de lojas, toda vez que descobre precisar de alguma peça fora do estoque pessoal.. Perde vários dias mas, estando com a maioria das peças em mãos e depois de muito caminhar, é hora de dar o "up-grade" no veleiro e, ir atrás de coisas para arrumar. É o que todos os cruzeiristas daqui fazem:
Definitivamente macacos

Durante essas arrumações, tanto no "porão" quanto no topo do mastro, o barco fica inviável.. e enquanto não vem a paciência de arruma-lo, no baita calorão que faz todos os dias, não dá para fazer nada! Só registrar o momento:
Você viu a chave de fenda e a fita isolante?

É preciso prender a respiração e pensar positivamente!
Mais veleiros chegam e outros se vão.. alguns para o norte e outros para o Sul.. é o mundo dos cruzeiristas; amizades rápidas e curtas mas, recomendo!
Turistas..

Para essa semana ainda vamos ter que aguardar abraçadeiras, válvulas e lâmpadas LED.. e, por hora (em breve por fim), só!