terça-feira, 23 de novembro de 2010

Dias que voam

Existem dias que passam muito rápido..
24horas são reduzidas a meia dúzia quem sabe..
O tempo bom, calor, sol e praia contribuem para isso!

E, por aqui, isso tem ocorrido com frequência!
Começamos a alterar o cenário interno de nossa casa, com referência a obra realizada por amigos uruguaios, iniciamos a contrução de nossa bancada!

 antes

Nesse meio tempo de contrução, porque contruir cansa, uma passada rápida no Odisséia, para testar o Honda no suporte (clique aquí)! Antes de desatar do trapiche, um peixe resolver embarcar a bordo.. - Não, não, no meu veleiro só entra cães e símios, desculpe mas você terá de voltar para água.
Peixe sem anzol

Saindo, já na parte do canal, em frente a Rio Grande, um veleiro me chama a atenção:
 Intrepid
Masan Korea - Chun
Veleiro Sul Coreano! Nem o Paulinho, capitão de anos da lancha Larus da FURG, havia visto na vida um veleiro desse país! 
Pelo que pesquisei rapidamente no google, o dono chama-se Chun, vendendor de veleiros na Coréia do Sul.. pegando veleiros usados no Japão e levando-os 600nm para vende-los na Coréia.. pareçe ser um bom negócio já que ele conseguiu bancar essa volta ao mundo.. não consegui encontra-lo a bordo, uma pena.

Outro veleiro, pelo jeito Brasuca tbm me chama a atenção.. Pelo formato de casario e, pelos mastros, repare:
Igaraçu

Enfim, gasto o tempo de descanso, é hora de terminar a bancada:
Depois: Home-made
Voilá!

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

35ºC - 91ºF

Uma onda de calor!

Bafão mesmo! E com pouco vento, uff, todo mundo derretendo na sombra..
Embora a sorveteria esteja fechada (!!!), é uma temperatura ideal para o ócio!
Uma passada no RGYC para ajeitar o Odisséia e, um encontro surpresa com outro barco que apenas os familiares vão entender:
 Boto

Olhando para a Lagoa, apareçem algumas outras surpresas. Alguns agricultores da Ilha dos Marinheiros estão trazedo suas produções em seus barquinhos.. só que não usam o motor, estão velejando! Velejando como a tradição!!

No RGYC achei tbm um ser vivo (?), perdido que só.. cozinhando na água morna e rasa da rampa de barcos.. arriscar um carinho?
Jelly fish

Tocando a vida, fomos pegar um bronze na praia, pegando as bicis e indo pedalar até o molhe oeste aqui de Rio Grande.. há rumores que ele foi reaberto ao público e está muito bom! E é verdade:

O fim dos molhes (com piso), mesmo com o aumento de seu comprimento, é o mesmo.. uma pena.. tinhamos ainda uns 600m mar a dentro.. só que no meio das pedras e tetrápodes. Fica para a próxima! (mas eu bem que tentei):
Brasil: play-ground

Com tempo bom, o fluxo de embarcações estava grande e alguns barcos se enfrentaram no canal!

Na volta encontramos um lobinho do mar, doente como a água viva.. aguardado o pessoal do NEMA para resgate! Espero que ele esteja melhor!

Bem, em dia quente, o saco de marinheiros fica repleto! E, desta vez, levei o Cristiano de Santiago! Video da velejada aqui.


Enquanto o calor estiver por aqui, vou tirando fotos para reporta-las depois. ABS!