sábado, 30 de abril de 2011

Chegando na Paraíba, João Pessoa!

Hoje ( e já em bom atraso) vou ajudar quem chega de barco, vindo do exterior para o Nordeste do Brasil, pelo porto de Cabedelo, município vizinho de João Pessoa. Como passei algumas semanas na região, pude descobrir alguns macetes que podem poupar ao viajante alguns trocados e, principalmente, tempo.

A primeira coisa a ser feita é olhar a tábua de marés. Apenas os moradores locais são capazes de zanzar (em suas  lanchas) pelo estuário do Rio Paraíba, sem colidir com algo no fundo. O balizamento é eficiente para quem vem do mar mas, uma vez dentro do porto, as bóias deixam de existir e, ainda se está longe de um bom abrigo. Ah, não é apenas a profundidade o problema.. a correnteza vazante é muito forte.

Vencidas estas etapas, é hora de ancorar. Passando o porto e rio acima, o cenário será de mata nativa nas margens.. É uma reserva e após isso (3mn), será possível ver alguns mastros, próximos à margem esquerda. É o reduto ideal para descansar, reabastecer e, se preciso, concertar algo. O local se chama Praia do Jacaré (não, não há jacarés) e é ponto turístico.

Neste ponto existem duas opções.. ancorar no ferro, em meio aos veleiros que já estão no local, ou pagar uma taxa para ficar em alguma marina, como por exemplo a "Marina Jacaré Yacht Village" (Recomendo). Bem, a 1ª opção é grátis mas complicada.. lembra-se da correnteza? Ela fará necessária a presença de bote e um motor de popa. Além disso, os trapiches são particulares.. como embarcar e desembarcar será uma diplomacia. Se esta for sua escolha, a dica é ancorar próximo aos veleiros e a vila de pescadores. Isso trará proteção e algumas facilidades da vila.
A 2ª opção é indicada para quem vai precisar de energia, água e internet (e quem não precisa, rs). A taxa cobrada é por pé de embarcação e/ou área. Existem descontos para períodos semanais, mensais e etc. Fica praticamente ao lado da vila e, além do trapiche, oferece banheiros, bar e outras coisinhas. 
Existe outra opção de marina, para quem vai "abandonar" o barco na Paraíba por longos períodos, com taxas mais baratas. É de difícil acesso, atrás da Ilha do Stuart, do outro lado do rio. Informe-se sobre o Ribeira Adveture Clube do Luciano (e vá conhecer antes, com os pequenos barcos-taxi de madeira).

Uma vez escolhido como atracar, é hora de abastecer-se.
No Brasil, água mineral pode ser comprada em galões de 20L. Você vai encontrar isso no mercado da vila dos pescadores. Para grandes compras de comida existe 2 bons mercados a 2km da Marina, na Avenida Mar Vermelho. Durante o dia é possível ir a pé e voltar de taxi (R$8 a corrida), com as compras. É possível encontrar também alguns bares e lanchonetes nesta avenida. Um bom posto de combustível é o Texaco, ao início da Avenida Mar Vermelho. Ao abastecer mais de 100L de combustível, o frete de R$10 reais (para levar a carga) é abatido.

Para almoço fora do barco, a vila de pescadores possui um restaurante, que é referência para os velejadores. O prato é feito e tem valor médio de R$7. Outras opções são os restaurantes da Marina Jacaré Clube (à direita)  e os restaurantes da própria Vila Turística Jacaré. Lembre-se que alguns pratos são para duas pessoas (ou até 3 ou 4!), por isso, não se assuste com preços e pergunte quantas pessoas são servidas. A cidade de João Pessoa possui boa gastronomia, então se preferir, pegue um taxi até a região da praia do Tambaú e divirta-se! Não há como se arrepender!!

Burocracia: Não tivemos problemas com papéis pois somos daqui.. mas senti pena de quem veio de fora e é extrangeiro.. perde-se tempo com isso, então, o melhor que posso dizer é: Não é fácil, paciência. Sugiro-lhe ler com cautela o guia que a "Marina Jacaré Yacht Village" disponibiliza em: http://www.marina-jacare-village.com/portugues/entrada_portugues.htm

Se houver reparos a serem feitos, você pode contar com um Inglês muito simpático e conhecido na região: Bryan Stevens da Cabedelo Nautica. Outra pessoa que pode ajudar muito é uma figura chamada Neno; Neno Monteiro. As peças vão ser encontradas em lojas da Rua Maciel Pinheiro, após muito pesquisar pois as lojas não mantém seus estoques atualizados (A linha de trem metropolitano tem estação no Jacaré e na estação próxima a esta rua). Se forem peças de motores diesel por exemplo, existe um local chamado Destrito Industrial, atrás do Cemitério Boa Esperança e, para ir alí, use taxi.

De resto é sol, água de coco, calor e diversão!




Nenhum comentário:

Postar um comentário

É bom podermos nos entender :D